Anterior

Samu Alagoas orienta sobre uso correto do cinto de segurança

19/05/2018

Anterior

Próxima

Governador em exercício faz primeira visita oficial a Arapiraca

19/05/2018

Próxima
19/05/2018 - 08:31
Novos hospitais vão expandir rede pública de saúde no interior de Alagoas

Juntos, os investimentos somam mais de 90 milhões de reais e irão suprir a necessidade de mais de meio milhão de alagoanos
Por: Texto de Julianne Leão
 Foto: Ascom Seinfra 

Além da construção de dois novos hospitais na capital Maceió –  Hospital da Mulher e Metropolitano –, o Governo de Alagoas vêm realizando investimentos para manter a expansão da rede pública de saúde em todo o Estado, incluindo o interior. Durante os próximos meses, serão entregues novos empreendimentos nas regiões Norte,  Alto Sertão e Zona da Mata.

Construídos pela Secretaria de Estado da Infraestrutura (Seinfra), em parceria com a Secretaria de Estado da Saúde (Sesau), os três novos hospitais regionais irão suprir a necessidade de mais de meio milhão de alagoanos residentes nas mais distantes localidades do Estado.

Juntos, os investimentos somam mais de 90 milhões de reais, com recursos do Fundo Estadual de Combate e Erradicação da Pobreza (Fecoep).

Com a ampliação da rede de saúde, a alta demanda de atendimentos do Hospital Geral do Estado (HGE) será aliviada, já que deixará de ser a primeira opção para as famílias que moram no interior, o que beneficia também a população metropolitana.

Para o secretário da Infraestrutura, Fernando Melro, os investimentos do Governo de Alagoas vêm para atender uma das maiores necessidades dos alagoanos. “Com as obras em execução, traremos hospitais de grande porte para cada canto de Alagoas. Ganha a população do interior e ganha a capital, que deixará de conviver com a superlotação do HGE”, enfatiza Melro.

Alto Sertão

A ser construído em Delmiro Gouveia, o Hospital Regional do Alto Sertão está orçado em mais de R$ 30 milhões e será o maior investimento em saúde pública da história da região, levando mais saúde para crianças, adultos, idosos e gestantes.

À margem da AL-145, o Hospital será dotado de 123 leitos e ofertará exames laboratoriais e de imagens, além de leitos de UTI. Inicialmente orçada em R$ 41 milhões, a obra de construção foi contratada por R$ 32,8 milhões, enxugando um total de R$ 8,2 milhões.

Além de Delmiro, o Hospital Regional do Alto Sertão beneficiará outros 7 municípios da região: Inhapi, Canapi, Mata Grande, Água Branca, Olho d`Água do Casado, Pariconha e Piranhas. Mais de 150.000 habitantes serão beneficiados, entre moradores da zona urbana e rural, contemplando agricultores familiares, famílias assentadas, comunidades quilombolas e indígenas.

Norte

Outros mais de 160 mil alagoanos dos municípios de Jacuípe, Japaratinga, Maragogi, Matriz do Camaragibe, Passo do Camaragibe, Porto Calvo, Porto de Pedras, São Luiz do Quitunde e São Miguel dos Milagres serão beneficiados com a construção do Hospital Regional do Norte.

 Com a ampliação da rede de saúde, a alta demanda de atendimentos do Hospital Geral do Estado (HGE) será aliviada

Em Porto Calvo, onde será a sede, quase 100 operários já iniciaram os trabalhos no empreendimento. O Hospital contará com 113 leitos, distribuídos para Maternidade, Pediatria, Cirurgia e Clínica Médica. Serão destinados também leitos para Unidade de Terapia Intensiva (UTI) adulto, Unidade de Cuidados Intermediários (UCI) neonatal e Enfermaria canguru, além de serviços de Nefrologia.

Com 26.133,62 m² de terreno e 8.729,63 m² de área de construção total, o  empreendimento é orçado em mais de 29 milhões de reais, com recursos do Fundo Estadual de Combate e Erradicação da Pobreza (Fecoep).

Atualmente, as obras estão com 18% de execução e encontram-se na fase de estruturação do prédio e início das instalações elétricas e hidrossanitárias. A previsão de entrega é para o fim de janeiro de 2019.

Zona da Mata

A ser construído em União dos Palmares, o Governo do Estado irá investir R$ 32,8 milhões para o Hospital Regional da Zona da Mata. Além de atender mais de 65.000 moradores do município, o empreendimento beneficiará 201.841 pessoas dos municípios vizinhos, que residem nas cidades de Campestre, Jundiá, Colônia Leopoldina, São José da Laje, Santana do Mundaú, Joaquim Gomes, Branquinha, Murici e Ibateguara.

 Com a ampliação da rede de saúde, a alta demanda de atendimentos do Hospital Geral do Estado (HGE) será aliviada

A nova unidade será construída numa área de 40 mil metros quadrados, que disporá de 123 leitos, distribuídos em clínica médica, pediatria, UCI Neonatal, UCI Canguru, UTI Adulto, obstetrícia e Centro de Parto Normal e cirúrgico.

A expectativa é realizar 7.763 consultas e 7 mil exames de diagnóstico complementares por mês.






Link:




Deixe seu comentário



Newsletter
Cadastre seu email e receba nossos informativos e promoções de nossos parceiros.