Anterior

Justiça proíbe município de contratar professores temporários

30/05/2018

Anterior

Próxima

Feriado de Corpus Christi em Alagoas tem previsão de sol em todas as regiões

30/05/2018

Próxima
30/05/2018 - 11:36
Cerca de 15 mil trabalhadores de Alagoas ainda não sacaram o Abono Salarial de 2016

Prazo para retirar o dinheiro termina em 29 de junho
Por: Ministério do Trabalho
 Foto: Divulgação 

Os trabalhadores que ainda não sacaram o Abono Salarial ano-base 2016 têm um mês para procurar uma agência bancária e retirar o dinheiro. A data final para os saques é 29 de junho e não há previsão de prorrogação do prazo. Em Alagoas, 14.995 pessoas com direito ao benefício ainda não resgataram o recurso. O valor soma R$ 11,29 milhões. 

O Abono Salarial ano-base 2016 começou a ser pago em 27 de julho de 2017. Desde então, já foram pagos 305.503 trabalhadores no estado, o que representa 95,32% do total. Os valores sacados até 30 de abril (última atualização) somam R$ 230,20 milhões. 

O ministro do Trabalho, Helton Yomura, lembra que depois de 29 de junho o valor destinado ao Abono Salarial retornará para o Fundo de Amparo ao Trabalhador (FAT) para pagamento de Seguro-Desemprego e do Abono Salarial do próximo ano. “Se você se enquadra no perfil dos trabalhadores que têm direito ao benefício, não deixe de procurar uma agência bancária e verificar se tem dinheiro para receber. Não corra o risco de não conseguir sacar o benefício por ter deixado de checar se tinha direito a ele”, aconselha o ministro. 

Para ter direito ao Abono Salarial do PIS/Pasep é necessário ter trabalhado formalmente por pelo menos um mês em 2016 com remuneração média de até dois salários mínimos. Além disso, o trabalhador tinha de estar inscrito no PIS/Pasep há pelo menos cinco anos e ter tido seus dados informados corretamente pelo empregador na Relação Anual de Informações Sociais (Rais). 

O chefe de divisão do Abono Salarial do Ministério do Trabalho, Márcio Ubiratan Brito, explica que a quantia que cada trabalhador tem para receber é proporcional ao número de meses trabalhados formalmente no ano-base e varia de R$ 80 a R$ 954. Quem trabalhou durante todo o ano recebe o valor cheio. Quem trabalhou por apenas 30 dias recebe o valor mínimo. “Se a pessoa trabalhou um mês, recebe 1/12 do valor, se trabalhou dois meses, 2/12, e assim sucessivamente”, explica.  

Os empregados da iniciativa privada, vinculados ao PIS, sacam o dinheiro na Caixa. Para os funcionários públicos, a referência é o Banco do Brasil. 

 

Abono Salarial Ano-Base 2016*

 

 

Trabalhadores com direito ao benefício

Valor Total  Pago

Benefícios não pagos

Valores disponíveis para Saque (R$)

Identificados

Pagos

Taxa Cobertura

(R$)

NORTE

1.411.216

1.251.193

88,66%

938.340.945,52

160.023

120.357.573,54

AC

65.635

59.728

91,00%

45.869.072,04

5.907

4.536.375,04

 AP

60.201

54.097

89,86%

40.300.031,70

6.104

4.547.228,01

AM

321.755

288.567

89,69%

210.351.558,00

33.188

24.192.466,59

PA  

591.252

509.955

86,25%

389.652.963,18

81.297

62.118.455,45

RO

178.994

166.996

93,30%

123.057.843,70

11.998

8.841.217,81

RR

49.862

41.784

83,80%

30.805.522,84

8.078

5.955.557,47

TO

143.517

130.066

90,63%

98.303.954,06

13.451

10.166.273,17

NORDESTE

5.532.440

5.125.626

92,65%

3.925.926.232,54

406.814

312.072.019,36

AL

320.528

305.533

95,32%

230.201.991,28

14.995

11.297.892,07

BA

1.444.874

1.322.094

91,50%

1.009.843.933,18

122.780

93.782.014,07

 CE

978.113

915.394

93,59%

706.442.619,66

62.719

48.402.518,11

MA

430.168

383.628

89,18%

293.320.852,08

46.540

35.584.348,52

PB

444.050

392.789

88,46%

308.630.874,20

51.261

40.277.928,46

PE

1.006.511

951.174

94,50%

720.808.314,12

55.337

41.934.882,24

PI

274.573

268.224

97,69%

206.965.466,06

6.349

4.898.979,00

RN

388.196

361.402

93,10%

276.912.661,08

26.794

20.530.040,90

 SE

245.427

225.388

91,84%

172.799.520,88

20.039

15.363.415,97

CENTRO-OESTE

1.999.549

1.720.013

86,02%

1.244.804.863,16

279.536

204.608.850,01

DF

506.423

351.068

69,32%

260.933.257,20

155.355

115.468.473,84

GO

805.734

745.604

92,54%

540.344.121,04

60.130

43.576.606,35

MT

365.957

331.034

90,46%

233.727.381,88

34.923

24.657.471,31

MS

321.435

292.307

90,94%

209.800.103,04

29.128

20.906.298,52

SUDESTE

11.503.570

10.372.561

90,17%

7.612.732.092,86

1.131.009

829.998.564,24

ES

546.946

479.586

87,68%

357.807.301,27

67.360

50.255.636,76

 MG

2.875.981

2.632.629

91,54%

1.965.674.749,48

243.352

181.700.832,76

 RJ

2.175.722

1.909.791

87,78%

1.403.815.049,75

265.931

195.475.808,61

SP

5.904.921

5.350.555

90,61%

3.885.434.992,36

554.366

402.566.286,11

SUL

4.073.593

3.670.747

90,11%

2.661.960.813,98

402.846

292.045.068,44

PR

1.553.945

1.406.608

90,52%

1.023.591.948,44

147.337

107.217.481,28

RS

1.452.237

1.325.100

91,25%

960.410.160,82

127.137

92.146.756,18

SC

1.067.411

939.039

87,97%

677.958.704,72

128.372

92.680.830,98

TOTAL BRASIL

24.520.368

22.140.140

90,29%

16.383.764.948,06

2.380.228

1.759.082.075,58

*Até 30 de abril






Link:




Deixe seu comentário



Newsletter
Cadastre seu email e receba nossos informativos e promoções de nossos parceiros.