Anterior

Defensoria Pública ajuíza 15 ações e obtém restabelecimento de medicamentos em Alagoas

19/07/2018

Anterior

Próxima

Projeto autoriza intimações judiciais por WhatsApp

19/07/2018

Próxima
19/07/2018 - 15:09
Gestores discutem estratégias para melhorar assistência aos usuários do SUS
Por: COSEMS
 Foto: COSEMS 

Secretários municipais da 2ª Macrorregião de Saúde discutiram na reunião da Comissão Intergestores Regional (CIR) em Palmeira dos Índios nessa quinta-feira (12) vasta pauta, a exemplo da situação do glaucoma, ficando pactuado entre os gestores – o retorno do atendimento aos pacientes da 7ª Região de Saúde. A definição se deu após a equipe técnica de Arapiraca apresentar possíveis cenários para retorno do atendimento aos pacientes glaucomatosos.

Ainda com relação ao glaucoma, os municípios de Santana do Ipanema e Palmeira dos Índios se comprometeram a continuar encaminhando informações sobre os pacientes já atendidos ao Conselho de Secretarias Municipais de Saúde de Alagoas (Cosems) e aos municípios das respectivas regiões.

Outra discussão relevante da CIR foi referente ao Sistema de Pactuação dos Indicadores (Sispcato), no qual os gestores pactuaram os indicadores de saúde para 2018 apresentados pelo gerente de Planejamento, Monitoramento e Avaliação da Sesau, Bruno Pimentel. No tocante ao Programa Nacional de Imunizações (PNI) a assessora técnica da Sesau, Denise Castro, apresentou a situação da cobertura vacinal dos municípios da 2ª Macrorregião de Saúde e os alertou a intensificar as ações de vacinação em crianças menores de quatro anos.

A gerente estadual de Vigilância e Controle das Doenças Transmissíveis, Daniele Castanha, advertiu os gestores da 2ª Macro sobre a leishmaniose visceral, uma vez que segundo ela até 28 de junho último, foram registradas 83 notificações em 26 municípios, com 51 casos confirmados em 18 municípios e 12 óbitos. Na ocasião, alertou os municípios sobre o prazo (31/07) para o envio das informações sobre a V Campanha Nacional de Hanseníase, Verminoses, Tracoma e Esquistossomose em Escolares em 2018.

Outro tema discutido foi concernente à Portaria da Sesau nº 1.900, de 29 de maio deste ano. O documento define a relação de doenças, agravos e eventos em saúde pública de notificação compulsória imediata no Estado de Alagoas. A responsável técnica do Centro de Informações Estratégicas e Resposta em Vigilância em Saúde (Cievs), Waldinéa Silva, expôs a lista estadual de doenças, agravos e eventos em saúde pública de notificação compulsória imediata em Alagoas. Durante a reunião da CIR, o secretário de Estrela de Alagoas, Adriano Vilela Canuto, foi eleito coordenador da 8ª Região de Saúde.






Link:




Deixe seu comentário



Newsletter
Cadastre seu email e receba nossos informativos e promoções de nossos parceiros.