Anterior

Aeroporto de Maceió completa 13 anos de operações

17/09/2018

Anterior

Próxima

Deputado JHC denuncia suposta prática de cadastro eleitoral na capital e no interior

18/09/2018

Próxima
18/09/2018 - 10:00
Campus Santana leva maior número de projetos do Ifal à FENECIT

Feira de Ciências e Tecnologia do Nordeste vai até sábado (22) na capital pernambucana, Recife
Por: por Diego Alves - IFAL
 Foto: IFAL 

O campus do Ifal em Santana do Ipanema levará à 14ª edição da Feira Nordestina de Ciência e Tecnologia - FENECIT o maior número de projetos de toda instituição. Ao todo, 11 iniciativas figuram entre as finalistas do evento, considerado a maior feira de iniciação científica para o ensino básico na região Nordeste, que vem expandindo seu raio de alcance, contando com participação internacional.

A FENECIT surgiu em 2005 inspirada no movimento nacional de criação de feiras científicas que deu vida à Febrace e Mostratec. Treze anos depois o evento virou tradição no cenário educacional da região, abrigando projetos de escolas das redes pública e privada desde o ensino fundamental até o técnico.  A ideia da competição é despertar nos jovens o interesse pela ciência, a partir de projetos aplicados no dia-a-dia na escola, ressignificando o papel meramente receptor do aluno, dando a ele o papel de protagonista na produção do conhecimento.

A maior parte dos projetos levados ao Recife são do eixo das Ciências Agrárias, mas o Campus Santana também será representado em outras categorias, como a de Meio Ambiente e Ciências Humanas. Doutora em Zootecnia, a docente Vitória Ramalho apresenta três projetos na feira, que vão desde a oferta de assistência técnica a criadores de ovinos e caprinos até a realização de diagnóstico sobre a avicultura na região do semiárido alagoano.

O olhar cuidadoso com o meio ambiente será levado para a FENECIT no projeto que dá visibilidade aos profissionais de reciclagem do sertão, apresentado na III Feira de Ciências do campus. A iniciativa, orientada pelo docente Alexandre Fonseca, deu origem ao documentário que desmitifica os conceitos sobre os profissionais e lança a necessidade de reutilização e reciclagem de materiais.

A redução do desperdício de frutas e hortaliças é o foco do projeto da docente Márcia Gomes, que promove junto a uma comunidade de Santana do Ipanema a conscientização sobre o aproveitamento integral dos alimentos, apontando caminhos para deixar a mesa do sertanejo mais farta e nutritiva.

Levar práticas sustentáveis ao ambiente escolar tem marcado a atuação do Campus Santana na extensão. Um desses projetos desenvolve hortas, jardins, viveiro de mudas, compostagem e biodigestor na Escola Manoel Florêncio, no município de Olho D'Água das Flores. Orientado pela docente Cláudia Miranda, Doutora em Biologia Celular e Estrutural, a ação conscientiza a comunidade escolar sobre a importância do cuidado com o meio ambiente.

Além disso, a 14ª FENECIT conhecerá ainda o projeto que que utiliza o xadrez como instrumento importante na aprendizagem e o que ensina boas práticas de agricultura sustentável numa comunidade quilombola, dentre outros. As participações do Campus Santana nas últimas edições do evento projetaram a instituição internacionalmente. Com os títulos conquistados nas áreas de Linguística (2016)  e Ciências Agrárias (2017), nossos projetos foram parar no Paraguai, México e Chile, tendo ainda credencial para ir a Abu Dhabi, nos Emirados Árabes Unidos, na Ásia.

Rostos conhecidos, outros nem tanto

A imensa maioria dos  bolsistas e voluntários que embarcaram nesta terça-feira (18) para a capital pernambucana são de alunos mais experientes em feiras científicas, como José Ranielson Vieira e Jordana Soares, que já estiveram nas maiores do país, como Febrace  e Mostratec. Destaque nas olimpíadas de Matemática, a aluna Thatiane Sousa é mais uma veterana no time, com outras participações na FENECIT, incluindo 2017. Integrante da equipe que levou o Campus Santana pela primeira vez à fase final da Olimpíada Brasileira de Agropecuária (2017), Neilson Silva chega para a competição com mais bagagem.

Na contramão da experiência vem o ar de ineditismo. É o que o marca a participação dos estudantes Mariana Melo, Cleyfane Auanny, Paula Machado e Eduardo Dantas, que pela primeira vez representam a instituição numa feira de iniciação científica. Em seus primeiros meses de Campus Santana, os discentes são a prova de que os impactos do trabalho de extensão e pesquisa se integram ao ensino já no início dos estudos na instituição. A 14ª FENECIT começa hoje (18) e vai até o próximo sábado, dia 22.






Link:




Deixe seu comentário



Newsletter
Cadastre seu email e receba nossos informativos e promoções de nossos parceiros.