Anterior

Jovem é assassinado a tiros dentro de casa em Canapi

25/09/2018

Anterior

Próxima

MP Eleitoral analisa mais de 400 registros de candidatura em Alagoas

25/09/2018

Próxima
25/09/2018 - 15:22
Desempenho do Ifal coloca Santana como grande destaque na maior feira de ciências do Nordeste

Na, Fenecit, Campus Santana do Ipanema conquista o tricampeonato consecutivo
Por: IFAL
 Foto: IFAL 

Despertar o interesse dos estudantes pela iniciação científica, com pesquisa e extensão, já na educação básica: com esse objetivo surgiu em 2005 a Feira de Ciência e Tecnologia do Nordeste, a FENECIT, inspirada em outros movimentos que trazem o aluno para o papel de protagonismo, como as feiras Febrace e Mocitec, desenvolvidas no centro-sul do país.

Demorou uma década para que o campus do Ifal em Santana do Ipanema começasse a levar seus projetos para o evento, consolidado hoje como a maior feira de iniciação científica da região Nordeste. Em 2015, ja na primeira participação, um terceiro lugar começou a selar uma história de sucesso do campus com a Fenecit. Três anos depois, a instituição levou o maior número de projetos do Ifal para a feira, onze ao todo.

Imagem 14Mas talvez nem o mais otimista dos orientadores e bolsistas fosse capaz de apostar no tricampeonato que a instituição conquistaria nos anos seguintes (2016, 2017 e 2018). No último sábado (22), o Recife foi palco da consagração para o projeto "Rede - Redução do Desperdício: Aproveitamento e Reaproveitamento Integral de Frutas e Hortaliças", orientado pela docente Márcia Gomes, responsável pela conquista do primeiro lugar na categoria Ciências Agrárias. O projeto de extensão conscientiza a comunidade do Lajedo Grande, em Santana do Ipanema, sobre os benefícios nutricionais e econômicos que o aproveitamento integral dos alimentos pode trazer. Com encontros semanais, a ação vem mostrando caminhos alternativos na luta contra o desperdício. As orientações no sentido de aproveitar e reaproveitar as hortaliças tem significado economia doméstica, importante num momento de crise, além de fornecer novas opções de receitas, que tornam os pratos mais nutritivos.

Imagem 9Na execução do projeto, brilham as bolsistas Thatiane Maria Soares de Sousa e Cecília Silva Costa dos Santos, que desenvolvem atividades importantes, como a criação de uma horta suspensa e desenvolvimento de composteira alternativa. A iniciativa virou tema de reportagem na TV e parte para vôos mais altos. Com o trofeu de campeã na mão, a ação recebeu credencial para participar de evento em Abu Dhabi, capital dos Emirados Árabes Unidos, na Ásia. No ano que finaliza seu Curso Técnico Integrado em Agropecuária, Thatiane sai muito mais madura do que entrou no campus: "Estou encerrando mais um ciclo na minha vida, fechando com medalha de ouro, literalmente. Ao Campus Santana meu muito obrigada por ser meu segundo lar nos últimos anos e por acrescentar tanto na minha formação acadêmica e humana", destacou a bolsista.

Para a docente Márcia Gomes, a conquista fez valer a difícil decisão de dar uma pausa no doutorado para orientar o projeto, que tem sido decisivo para a comunidade: "Foi uma decisão dura, que aumentou a espera pelo doutorado, mas a formação de uma equipe comprometida com os anseios daquela comunidade, e, agora, o reconhecimento da maior feira de ciência da nossa região, fizeram toda entrega valer a pena", afirmou a docente.

Mais premiações

Imagem 6

Imagem 8Ninguém voltou da capital pernambucana com mais premiações que a docente Vitória Ramalho. Das quatro iniciativas que apresentou na Fenecit, três foram premiadas. Os projetos "Aprendendo com a prática, o manejo das criações zootécnicas", "Técnicas para a ovinocaprinocultura no semiárido alagoano" e "Diagnóstico da posse de cães no município de Santana do Ipanema" ajudaram o campus a dominar o pódio na categoria Ciências Agrárias, ficando, respectivamente com o 2º, 3º e 4º lugares.

As conquistas receberam credenciais para eventos internacionais importantes. como a MILSET Ásia, que será realizada na Coréia do Sul, além de outros eventos no Chile. Fazem parte das ações os bolsistas Ana Laura Rodrigues, Mickael Martins e Kataryne Melo, alunos do Curso Técnico em Agropecuária.

Imagem 10Outro destaque na Fenecit, o projeto "Cultivando Saberes: práticas sustentáveis no ambiente escolar", orientado pela docente Cláudia Miranda, se destacou na categoria mais concorrida da competição, alcançando o 3º lugar em Meio Ambiente. O resultado credenciou a iniciativa, que conta com o bolsista José Ranielson Vieira, para participação de evento no Paraguai, no próximo ano.

Além dos projetos mais bem classificados, praticamente todas as iniciativas apresentadas pelo Campus Santana receberam credenciais para participação em eventos importantes. As ações "Extensão Rural: práticas de convívio com o semiárido" e "Dando  Imagem 4visibilidade aos profissionais do sertão alagoano", dos docentes Magno Abreu e Alexandre Rios, conquistaram vaga para  a Mostratec, no Rio Grande do Sul. Já o projeto "Xadrez: jogo de estratégia, concentração e sociabilidade", orientado pela docente Fabi Menezes, vai à Mocin no ano que vem.

O desempenho na 14ª Feira de Ciências e Tecnologia do Nordeste (Fenecit)  colocou o campus do Ifal em Santana do Ipanema, proporcionalmente, como a maior campeã da feira e consolidou o trabalho desenvolvido na extensão, pesquisa e inovação.






Link:




Deixe seu comentário



Newsletter
Cadastre seu email e receba nossos informativos e promoções de nossos parceiros.