Anterior

Motorista de carro se envolve em colisão com moto a 150 km/h em trecho da AL-145

17/06/2019

Anterior

Próxima

Polícia Civil prende grupo de estelionatários que aplicava golpes em Alagoas

18/06/2019

Próxima
18/06/2019 - 09:00
SSP e MPE cumprem 136 mandados de prisão e busca e apreensão em Alagoas e Pernambuco

Operação Echo visa desarticular uma organização criminosa envolvida com falsificação de documentos, roubos, furtos e adulteração de veículos.
Por: PC/AL
 Foto: PC/AL 

A Secretaria de Estado da Segurança Pública, a Policia Militar através do 3° BPM, a Policia Civil com a Delegacia Regional de Arapiraca e o Ministério Público Estadual (MPE), por meio do Grupo de Atuação Especial de Repressão ao Crime Organizado (Gaeco), coordenam uma operação integrada, deflagrada na manhã desta terça-feira (18), que visa desarticular uma organização criminosa envolvida com falsificação de documentos, roubos, furtos e adulteração de veículos. Os mandados estão sendo cumpridos em Maceió, Arapiraca, Delmiro Gouveia, Coruripe e também em municípios de Pernambuco.

A operação Echo é resultado de um trabalho investigativo que durou cinco meses. Neste período, tanto o Gaeco, após a instauração de um procedimento investigatório criminal (PIC) quanto a Polícia Civil de Arapiraca, com um inquérito policial, apuraram a prática de ilícitos cometidos por criminosos que falsificavam documentos de carros, adulteram chassis e comercializam esses veículos no mercado ilegal de AL e PE. Tais condutas fraudulentas ocorriam com maior intensidade em Arapiraca, onde aconteceu a maior parte das prisões.

Com base na apuração das duas instituições, foram expedidos 34 mandados de prisão, com todos os alvos sendo de Alagoas. Já os mandados de busca e apreensão totalizam 101, com 85 medidas cautelares sendo cumpridas nas cidades citadas aqui do estado, e outras 16 em Pernambuco, nos municípios de Águas Belas, Itati e Garanhuns. Inclusive, alguns dos alvos pernambucanos são suspeitos de receber os carros para a realização das adulterações de chassis e para a falsificação dos certificados de registro e licenciamento do veículo (CLRV) e daquela sequência de números que fica grava nos vidros.

Efetivo mobilizado

Devido ao volume de mandados a serem cumpridos de forma simultânea, a operação mobilizou cerca de 150 viaturas das forças de segurança de Alagoas e Pernambuco. Desta forma, foram empregados militares dos Batalhões de Operações Especiais (Bope), Radiopatrulha (BPRp), Rodoviário (BPRv), Batalhão de Guardas (BPDG), 1º, 3º, 4º, 5º, 7º, 8º, 9º e 10º Batalhões, além das 1ª, 2ª e 3ª Companhias Independentes de Polícia. Já a Polícia Civil alagoana empregou agentes das Delegacias de Repressão ao Narcotráfico (DNARC), da Regional, (4º DP), e da Delegacia de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP) de Arapiraca.

Também participaram o Grupamento Aéreo da SSP, o Departamento Estadual de Trânsito (Detran/AL); Instituto de Criminalística (IC), Polícia Rodoviária Federal (PRF), e a Polícia Militar de Pernambuco.

Os presos serão encaminhados à Central de Polícia de Arapiraca, onde ficarão à disposição da Justiça. Todos eles serão ouvidos na delegacia e, posteriormente, encaminhados à Casa de Custódia do município.

Echo

De origem mitológica, Echo significa som refletido repetidamente. O termo dá nome à operação pelo fato de os integrantes da organização terem várias passagens pelos crimes citados.

Coletiva de imprensa

Os detalhes da operação e das investigações serão apresentados durante coletiva de imprensa, nesta quarta-feira (19), às 11 horas, na sede da Secretaria de Segurança Pública. Na ocasião, os representantes da força tarefa estarão à disposição dos jornalistas para entrevistas e outros esclarecimentos.






Link:




Deixe seu comentário



Newsletter
Cadastre seu email e receba nossos informativos e promoções de nossos parceiros.