Anterior

Prefeito de Santana decreta ponto facultativo nesta quarta-feira (20)

20/11/2019

Anterior

Próxima

Ipiranga e Tribuna decidem a Liga Santana do Ipanema de Futsal nesta quinta-feira (21)

20/11/2019

Próxima
20/11/2019 - 18:43
Inácio Loiola concede a Medalha de Mérito Zumbi dos Palmares à ativista negra Conceição Evaristo
Por: Yela-Diane
 Foto: Divulgação 

Autor do projeto de resolução que concede a Medalha de Mérito Zumbi dos Palmares, o deputado estadual Inácio Loiola (PDT) comemora aprovação unânime pelo plenário da Casa  Tavares Bastos que irá conferir honraria a Conceição Evaristo pelos relevantes serviços prestados em prol da preservação e desenvolvimento da história, das artes e cultura de Alagoas, em especial pela contribuição à literatura negra nacional.

Para o deputado Inácio Loiola, o reconhecimento de Conceição Evaristo no Parlamento alagoano pela produção de obras literárias (contos, poemas e romances) que apresentam a periferia do Brasil, da cultura negra de raiz africana – mais especificamente, da mulher negra brasileira, reforça a importância da homenagem para personalidades destacadas da arte e da cultura negra, sobretudo pelo incentivo a leitura e consolidação na literatura como elemento pedagógico e cultural.

“A superação das desigualdades raciais na sociedade brasileira, entre elas, a promoção do debate e implementação de políticas públicas para as minorias, significa ir além da adoção de programas e projetos específicos voltados para a diversidade etnicorracial realizadas de forma aleatória e descontínua. Precisamos manter viva a memória de um dos principais representantes da resistência negra à escravidão do Brasil e de Alagoas, promovendo o resgate da história e da cultura dos afrodescendentes remanescentes do Quilombo dos Palmares”, pontuou Loiola.

A “Medalha Zumbi dos Palmares” é concedida uma vez por ano durante o mês de novembro em homenagem a memória de Zumbi dos Palmares e do mês dedicado à conscientização sobre a igualdade racial.

Biografia

Maria da Conceição Evaristo de Brito nasceu em Belo Horizonte, em 1946. De origem humilde, migrou para o Rio de Janeiro na década de 1970. Graduada em Letras pela UFRJ, trabalhou como professora da rede pública de ensino da capital fluminense. Atua nas áreas de Literatura e Educação, com ênfase, em gênero e etnia. Assessora e consultora em assuntos afro-brasileiros para pesquisadores brasileiros e estrangeiros.

Poetisa, romancista e ensaísta. Parte de sua produção poética aparece em Cadernos Negros, publicação do Grupo Quilombhoje, de São Paulo. Autora dos romances "Ponciá Vicêncio" e "Becos da memória"; Antologia poética "Poemas da recordação e outros movimentos" e Antologia de Contos "Insubmissas lágrimas de mulheres". O romance "Ponciá Vicêncio" tem sido indicado como obra de leitura em vestibulares de universidades brasileiras.






Link:




Deixe seu comentário



Newsletter
Cadastre seu email e receba nossos informativos e promoções de nossos parceiros.