Anterior

PELOPES prende homem e estoura boca de fumo em Pão de Açúcar

27/11/2020

Anterior

Próxima

PRF prende duas pessoas e apreende mercadorias sem nota fiscal em Alagoas

27/11/2020

Próxima
27/11/2020 - 14:44
Polícia Civil esclarece que Delegacia de Canapi não está abandonada
Por: PC/AL
 Foto: PC/AL 

Ao contrário do que disse o Sindicato dos Policiais Civis (Sindpol), a Delegacia Geral da Polícia Civil informa que a Delegacia da cidade de Canapi, no Sertão de Alagoas, não está fechada e muito menos abandonada.

O esclarecimento se faz necessário em virtude de matéria inverídica divulgada pela entidade sindical, nessa quarta-feira (25), com o seguinte titulo: “Equipamento caro para internet, enviado pelo Ministério da Justiça, é instalado em prédio de delegacia fechada de Canapi. Sindpol denuncia desperdício de dinheiro público pelo Governo do Estado em delegacia fechada”. A matéria possui várias informações equivocadas.

A direção da Polícia Civil comunica que, na verdade, todo o prédio da Delegacia de Canapi está em processo de recuperação, cujas obras estão em fase de conclusão, visando o melhor atendimento à sociedade do município. O trabalho na unidade policial continua normalmente, inclusive está sendo enviado mais um computador para a referida delegacia com o objetivo de melhorar os serviços ofertados à população local.

Ainda de acordo com a direção da PC, o equipamento foi instalado na Delegacia de Canapi e em outras unidades da instituição para ampliar a oferta de internet e assim aumentar a qualidade do serviço prestado.

O equipamento faz parte do projeto do Ministério da Justiça (MJ) que visa fornecer internet com conexão de 10 megas aos Estados, em mais de 600 pontos pelo Brasil, aumentando a capacidade de internet e auxiliar na captação de dados estatísticos.

Em Alagoas, na Polícia Civil, foram contempladas 46 unidades, entre elas a Delegacia de Canapi.

Pelo projeto do MJ, com investimento de R$ 5 milhões,  os estados contemplados, neste primeiro momento, são: Acre, Alagoas, Amapá, Rio Grande do Norte, Roraima, Sergipe, Tocantins, Rio de Janeiro, Piauí e Maranhão. Essas unidades receberão internet de banda larga, via satélite.

O programa tem parceria com o Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações e duração de 12 meses, podendo ser prorrogado por tempo indeterminado.

Esta contribuição é fruto da adesão do Estado ao Sistema PPE (Procedimento Policiais Eletrônicos) para ajudar nas unidades para disponibilizar uma melhoraria na estrutura de internet. O projeto é para atender as Policias Civis, Militares e Guardas Municipais, que façam adesão a algum sistema do Ministério da Justiça, na área da Segurança Pública.

Em junho deste ano, o Ministério da Justiça divulgou matéria abordando o tema. Você pode conferir, na íntegra, acessando: https://www.gov.br/mj/pt-br/assuntos/noticias/mjsp-investe-em-internet-de-qualidade-para-delegacias-e-unidades-de-guardas-municipais






Link:




Deixe seu comentário



Newsletter
Cadastre seu email e receba nossos informativos e promoções de nossos parceiros.