Anterior

PELOPES prende homem com drogas em Delmiro Gouveia

02/01/2021

Anterior

Próxima

Delmiro registra 1º homicídio de 2021; vítima era acusada de participar de duplo homicídio

03/01/2021

Próxima
03/01/2021 - 14:26
CSA derrota o Sampaio Corrêa por 2 a 1 e entra no G-4 da Série B
Por: CBF
 Foto: Augusto Oliveira / CSA 

Neste sábado (2), foram disputadas as três primeiras partidas da Série B em 2021, válidas pela 32ª rodada. O América-MG venceu o Guarani fora de casa por 1 a 0 e agora tem a liderança provisória da competição; enquanto isso, o CSA derrotou o Sampaio Corrêa por 2 a 1 e entrou no G-4. No outro confronto do dia, o Oeste bateu o Figueirense por 2 a 1.

Em um jogo com todos os gols no segundo tempo, o CSA virou para cima do Sampaio Corrêa no Rei Pelé, em Maceió (AL), e ganhou por 2 a 1, alcançando o G-4 da competição. Marcinho abriu o placar para a Bolívia Querida, mas Yago e Rone fizeram pelo Azulão. Com o resultado, os alagoanos chegaram aos 51 pontos e assumiram o quarto lugar. Os maranhenses agora levam seis partidas sem vencer e permaneceram na oitava posição, com 45.

O início da partida foi bastante estudado, com os dois times buscando se entender em campo. As chances começaram a surgir a partir dos 15 minutos - primeiro com Roney, do Sampaio Corrêa, que teve duas oportunidades diferentes, mas viu o goleiro Matheus defender os chutes. O Azulão respondeu aos 23, em remate de primeira de Nadson que foi encaixado por Gustavo. O arqueiro do clube alagoano trabalhou outra vez aos 26, em finalização de longe de Léo Costa. Já nos momentos finais da etapa inicial, os donos da casa tentaram com Geovane e Paulo Sérgio, mas não conseguiram mexer no placar antes do intervalo.

Foi na segunda etapa que o jogo pegou fogo. Tudo começou aos 20 minutos, quando Marcinho limpou jogada pelo meio e soltou uma bomba de longe - a bola bateu no travessão e entrou, abrindo o placar para o Sampaio Corrêa com um golaço. Porém, o CSA reagiu logo e empatou aos 23, em cabeceio de Yago. A virada não tardou: aos 26, Rone recebeu levantamento na área e, de primeira, estufou a rede com outro belo gol. A Bolívia Querida ficou com um homem a menos aos 28, após expulsão de Pimentinha por reclamação. Apesar da desvantagem numérica, os maranhenses pressionaram até o fim, mas não conseguiram empatar.






Link:




Deixe seu comentário



Newsletter
Cadastre seu email e receba nossos informativos e promoções de nossos parceiros.